dicas para ser contratado como freelancer

3 Coisas que fazem um cliente contratar um freelancer

Encontrar jobs pode ser uma tarefa muito difícil, especialmente para quem está começando a trabalhar com freelas. Mas saber o que faz um cliente contratar um profissional freelancer é o primeiro passo para dar os passos certos.

Alguma vez você já se perguntou: por que ninguém me contrata?

Isso acontece muito com quem trabalha oferecendo seus serviços – seja freelancer digital ou não.

Para profissionais autônomos que não contam com a segurança de um emprego fixo, essa pode ser uma situação bastante estressante. Especialmente quando você ainda não dominou a estratégia de apresentar seu serviço e atrair novos clientes.

Pense que você é como um vendedor. Afinal, você está realmente vendendo algo: o seu serviço.

Quer aumentar seus ganhos como Freela?
E-book completo e grátis que vai te ajudar agora a aumentar em até 82% o seu rendimento.

Um vendedor precisa não somente saber as técnicas de venda que valorizam o seu produto/serviço, como também precisa entender do seu cliente e o que ele precisa.

E existem algumas coisas que você precisa deixar claro para o potencial cliente que podem te ajudar muito a conseguir o job – ou então a não conseguir…

1. Nicho do profissional e seu diferencial

Uma pretensão muito comum quando alguém começa a trabalhar como freelancer é ser tudo ao mesmo tempo e querer oferecer seu serviço para qualquer pessoa.

Um exemplo, quando você deseja trabalhar como assistente virtual freelancer. Você sabe que apenas quer trabalhar, mas com quem? Fazendo, principalmente, o que?

Essas são perguntas importantes para conseguir atrair a atenção do seu cliente, especialmente quando você sabe quem é o seu cliente.

Se você deseja ser uma assistente virtual que vai trabalhar com inforprodutos, por exemplo, o seu nicho é este e o seu cliente são os produtores de infoprodutos.

Por exemplo, se  você quer trabalhar com a gestão de redes sociais, com o setor financeiro, ou com o atendimento online…

Tudo isso são informações importantes. E por que isso te ajuda a ser contratado?

Quando você tem um nicho específico você consegue se conectar mais com seu público ao divulgar o seu serviço, afinal você vai saber exatamente quais são as principais necessidades dele e quais pontos tocar para chamar a sua atenção.

Além disso, você entende melhor o seu cliente, suas necessidades, dores, e sabe no que pode ajudar.

Mas quando você não tem o nicho específico, você costuma ter muito mais problemas com o cliente, pois não tem como você entender de diversas áreas diferentes ao mesmo tempo para poder oferecer um milhão de serviços para variadas demandas.

Pode parecer limitante demais optar por nichos específicos, afinal vai diminuir as suas possibilidades de trabalho. Mas vai agregar valor ao seu serviço, pois você será visto muito mais como um profissional que entende do assunto.

Além disso, no final de tudo você terá muito menos dor de cabeça!

Claro que ter um nicho específico não faz milagre por si só e, no final das contas, você ainda precisa ter um diferencial. E isso é algo que faz muito profissional dar um tiro no próprio pé.

Muitos freelancers costumam confundir o que é um diferencial do que é a obrigação e um verdadeiro profissional, como, por exemplo, cumprir os prazos que você propôs ao cliente e oferecer um serviço de alta qualidade.

Afinal, isso não é diferencial, isso é o mínimo que qualquer cliente procura em um profissional!

Busque expandir seus diferenciais com ferramentas, processos de trabalho, informações e extras que você pode oferecer ao seu cliente e não que, ao fazer o mínimo esperado de qualquer freelancer, você está fazendo tudo que pode oferecer.

contratar freelancer

2. Informações sobre seu trabalho

Em segundo lugar, é importante que você tenha todas as informações cruciais sobre o seu trabalho bem organizadas.

Por exemplo, como o cliente pode te achar? Onde ele pode ver seu portfólio? Você tem feedback de clientes anteriores que ele pode conferir para saber como foi a experiência deles com seu serviço?

Essas são informações úteis para ter em uma plataforma, site ou até mesmo em um perfil como de Instagram, onde você compartilha e divulga o seu trabalho.

Mas não para por aí!

No contato direto com o seu cliente, é importante especificar várias outras informações, como os modos de pagamento que você oferece para seus clientes e como você cobra por seus serviços.

Por exemplo, você cobra por hora? Por projeto? Quais são os valores?

E, então, para mostrar realmente como você trabalha, é importante esclarecer a sua forma de trabalho também. Se for em projetos, esclarecer as etapas, por exemplo.

É interessante também deixar claro – caso seja necessário – como você pode se adaptar para ajudar o seu cliente nas necessidades dele, se você está disponível para entregar serviços ou participar de projetos que têm urgência de entrega e coisas desse tipo.

Essas não são informações que você vai entregar para o seu cliente de uma vez só, é claro. Especialmente se ele ainda nem é mesmo um cliente, mas apenas um interessado em seu serviço.

Essas são informações que você precisa realmente saber e ter prontas, pois quando o cliente perguntar ou o assunto surgir e ser necessário esclarecer, você não terá que pensar e formular na hora – podendo cometer erros que comprometerão o seu trabalho e, consequentemente, a sua reputação.

3. Clareza dos serviços

Por fim, o ponto central para todo mundo que contrata um freelancer é saber que pode confiar nesse profissional.

Afinal, você executará determinadas funções ou fará um projeto para esse cliente, mas ele nunca trabalhou com você antes e está apostando no seu trabalho.

Como você pode mostrar que ele pode confiar que você entregará justamente o que prometeu?

Seja honesto e claro.

“Ah, mas é claro que eu sou honesto…”

Não estou falando aqui precisamente de caráter. Mas sim de você realmente ser aberto com o cliente e mostrar a ele o que ele pode esperar do seu serviço e o que ele NÃO pode esperar de você.

Ou seja, o que você sabe e vai fazer, e o que você ou não sabe, ou não vai fazer nesse momento.

Por exemplo, um cliente te contratou para a produção de 10 artigos para um site dele. Você é honesto em dizer o que você vai entregar? Porque muitas vezes ele espera algo (como, por exemplo, que você entregue os artigos com SEO e com imagens) e você acredita que é outra coisa (como somente entregar o texto escrito sobre o tema).

Ter clareza dos seus serviços, o que você está oferecendo, o que você fará, o que você não vai fazer por determinado preço, é muito importante para evitar confusões, mas também para mostrar ao cliente que você está se comprometendo com tudo aquilo que você explica que irá fazer.

Acredite: isso pode evitar dor de cabeça e ainda ajudar a não ter problemas com um cliente.

Podem parecer coisas simples, mas que quando aplicadas em conjunto, fazem toda a diferença para que você seja contratado.

Quer aumentar seus ganhos como Freela?
E-book completo e grátis que vai te ajudar agora a aumentar em até 82% o seu rendimento.